Biblioteca Neli Aparecida de Mello-Théry

Neli

Neli nasceu em 1955 no municipio de Olímpia (São Paulo). A jovem Neli fez carreira no serviço público, no extinto Instituto de Desenvolvimento Urbano e Regional do Estado de Goiás (1975-1985), no Conselho Nacional do Desenvolvimento Urbano, no então Ministério do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (1985-1987), e no IBAMA (1987-1991). Foi também consultora do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (1991-1999) e fez Mestrado em Arquitetura e Urbanismo na Universidade de Brasília, defendido em 1997. Neste período, também ministrou disciplinas no curso de Geografia da UnB. No ano seguinte, foi para Paris, onde fez outro mestrado, na Université Paris Nanterre, sob orientação de Alain Dubresson. Em seguida, prosseguiu para o doutorado, sob orientação de Wanderley Messias da Costa e Alain Musset, defendido em 2002 em cotutela. A tese recebeu o nome de Políticas públicas territoriais na Amazônia brasileira: conflitos entre conservação ambiental e desenvolvimento. Desde 2005, era professora da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo, no curso de Gestão Ambiental, e orientava pesquisas de pós-graduação nos programas de Geografia Humana e Ciência Ambiental.

Entre os anos de 2014 e 2018 assumiu a vice-direitoria da Escola de Artes, Ciências e Humanidades-EACH (USP-Leste) e esteve à frente da Comissão Ambiental, atuando com protagonismo decisivo na construção de valores e soluções que definiram o marco do planejamento e da gestão ambiental de nossa unidade.

A professora Dra. Neli Aparecida de Mello-Théry participou atividamente dos eventos e das atividades da Associação de Geógrafos Brasileiros-AGB desde 1980, construindo uma rica carreira com atuação profissional e de pesquisa que resultou em excelentes parcerias entre pesquisadores brasileiros e franceses. 

Neli foi mãe, professora, orientadora e com um sorriso encantador mantinha uma postura séria e sempre buscava ajudar e a fazer "pontes" entre os diferentes pesquisadores. 

Professora veio a falecer no dia 06 de abril de 2021 com 65 anos e uma brilhante carreira na universidade, deixando saudades e um grande legado na ciência brasileira. 

Homenagens

Instituto de Estudos Avançados

Ambassade de France au Brésil

Institut des Hautes Etudes pour la Science et la Technologie

Instituto de Energia e Ambiente 

Escola de Artes, Ciências e Humanidades

CLACSO

Homenagem (25/04/2021) video

Neli Aparecida de Mello-Théry e seu legado acadêmico: Amazônia e políticas territoriais

Imagens de duas carreiras

Neli Aparecida de Mello-Théry: geografias vividas

Um Farol chamado Neli

Quatro homenagens a Neli Aparecida de Mello-Théry

 

Currículos e redes

Lattes  http://lattes.cnpq.br/1210499203186406

Research Gate https://www.researchgate.net/profile/Neli-Mello-Thery

Google Acadêmico ga​​​​​​​

 

Vídeos video:

​​​​​​​Descobrir a Amazônia (19/05/2012)

"Descobrir a Amazônia, Descobrir-se Repórter", módulo 6, aula 3 com Neli de Mello-Théry (27/05/2012)

Descobrir a Amazônia (18/05/2013)

Neli Aparecida de Melo-Théry - Trajetória TV USP (parte 1/4) (2014)

Neli Aparecida de Melo-Théry - Trajetória TV USP (parte 2/4) (2014)

Neli Aparecida de Melo-Théry - Trajetória TV USP (parte 3/4) (2014)

Neli Aparecida de Melo-Théry - Trajetória TV USP (parte 4/4) (2014)

Infraestrutura para o Brasil - Roda de Conversa - Depoimento Neli de Mello-Théry (24/03/2014)

Infraestrutura para o Brasil - Resumo do evento - Roda de Conversa (27/03/2014)

De Frente com Cristina (06/05/2014)

Contaminantes ambientais - 07 Profa Dra. Neli Théry (22/06/2014)

Políticas Públicas, Desmatamento e Ordenamento Territorial (14/04/2015)

Cidades Amazônicas (22/06/2015)

Amazonias Nacionais: A Guiana Francesa (1° Encontro de Debates) (19/08/2015)

Ciências, Inovação e Sociedade: Profissionalização e Talentos do Amanhã - Parte I (07/04/2016)

II Escola Internacional da Rede de Pós-Graduação em Sociedade e Meio Ambiente: Sociedade, Ambiente e Mudança Climática - Abertura (24/10/2016)

II Escola Internacional da Rede de Pós-Graduação em Sociedade e Meio Ambiente: Sociedade, Ambiente e Mudança Climática - Painel 1 (24/10/2016)

Contradições na Governança da Amazônia (11/05/2016)

A cidade ideal: direito a educação, cultura e sustentabilidade | Rodas de Conversa (25/07/2016)

​​​​​​​Hervé Théry e Neli Aparecida de Mello Théry: Atlas do trabalho escravo no Brasil (17/03/2017)

Dinâmicas e Interações Amazônicas: Sociedade, Ambiente e Políticas Públicas parte 1 (01/06/2017)

Dinâmicas e Interações Amazônicas: Sociedade, Ambiente e Políticas Públicas parte 2 (01/06/2017)

"Políticas de Ciência e Tecnologia" (13/11/2017)

Café Virtual Neli Aparecida Mello-Thery (30/11/2017)

Simpósio USP de História da Ciência e da Tecnologia (12/09/2017)

RFI Convida os geógrafos Hervé e Neli Théry (18/01/2018)

Políticas Públicas, Patrimonialização, Turismo e Sociedade - Parte I (19/11/2018)

​​​​​​​O Brasil e a Geopolítica Mundial (24/10/2019)

Dossiê Coronavírus - Geopolítica da pandemia e o papel do Brasil (13/06/2020)

Políticas de Mudanças Climáticas: uma Análise Multinível (03/09/2020)

Geopolítica da pandemia no mundo - Hervé Théry e Neli de Mello-Théry (09/09/2020)

Trabalho escravo no Brasil (15/10/2020)

Políticas de Mudanças Climáticas em Perspectiva Comparada (20/10/2020)

Desafios e possibilidades para gestão do território no Brasil em tempos de pandemia (10/11/2020)

​​​​​​​Entre Geografias e Ambientes: Reflexões Sobre a Vida e a Obra de Neli Aparecida de Mello-Théry

1º Dia (20/05/2021) 

2º Dia (21/05/2021) 

Publicações b

L?indice de développement humain. Cahiers du Brésil Contemporain, Paris, v. 37, p. 127-137, 1999.

Amazônia: questão regional, nacional e global. RA' EGA (UFPR), Curitiba, v. 3, n.n. 79, p. 121-148, 2000.

A armadura do espaço amazônico. Alceu (PUCRJ), Rio de Janeiro, v. 1, n.2, p. 181-214, 2001.

Contradições territoriais: signos do modelo aplicado na Amazônia. Sociedade e Estado (UnB), Brasília, v. 18, n.1 / 2, p. 339-360, 2003.

L'État brésilien et l'environnement en Amazonie: évolutions, contradictions et conflits. Espace Géographique, Montpellier, v. I, n.32, p. 03-20, 2003.

Palmas: perfil ambiental e gestão urbana convergem para a sustentabilidade ambiental?. Mercator (UFC), Fortaleza, CE, v. Ano 3, n.número 06, p. 71-88, 2004.

Iniciativas sociais para o desenvolvimento sustentável nos países da bacia amazônica. Geousp (USP), São Paulo, v. 16, n.16, p. 87-109, 2004.

Londrina, de la ville pionnière à la maturité. Mappemonde, Montpellier, v. 73, n.2004-1, p. 00-10, 2004

Perspectivas do setor produtivo agrícola ao longa da rodovia Cuiabá-Santarem. Revista Anhangüera, v. 6, p. 9-34, 2005.

Diversités et mobilités de l'agriculture brésilienne. Agricultures (Montrouge) / Cahiers d'Études et de Recherches Francophones, Montpellier, v. 14, n.Janv-Fév, p. 11-18, 2005.

Situações de Londrina. Cidades (Presidente Prudente), v. 4, p. 115-134, 2007.

Brazilian policy for bio-resources uses : betting on ethanol. Economic advantages, environmental and social limits. Economia e Diritto Agroalimentare, v. 12, p. 33-56, 2008.

Gestão ambiental urbana, diferente em cidades planejadas? O caso de três cidades brasileiras. Confins (Paris), v. 4, p. numero 4-en ligne, 2008.

E a política agrícola transforma-se em instrumento do desenvolvimento sustentável.... Revista NERA (UNESP), v. 12, p. 20-40, 2008.

Mecanismos globais na construção das políiticas ambientais, GEF e MAB. Revista Cronos, v. 10, p. 35-55, 2009.

Pressão urbana em áreas de florestas: história e conflitos da proteção ambiental (pressure on urban forests: city of Sao Paulo, Brazil). Mercator, Fortaleza, v. 8, n. 16, p. 33 a 44, oct. 2009

Geografias do trabalho escravo contemporâneo no Brasil. Revista NERA (UNESP), v. 17, p. 07-28, 2010.

Carajás-Parauapebas: conflitos entre modelos de desenvolvimento na Amazônia Oriental. Praia Vermelha (UFRJ), v. 19, p. 73-88, 2010.

Conservation of natural areas in São Paulo. Estudos Avançados (Online), v. 25, p. 175-188, 2011.

Conservação de áreas naturais em São Paulo (2011)

Políticas ambientais comparadas entre países do sul: pressão antrópica em áreas de proteção ambiental urbanas (comparative environmental policies between southern countries: anthropogenic pressure in urban areas of environmental protection). Mercator, Fortaleza, v. 9, n. 20, p. 197 a 215, jan. 2011

Da teologia da libertação ao desenvolvimento sustentável na Amazônia brasileira: os mecanismos políticos e sociais de sua interpretação. Revista NERA (UNESP), v. 19, p. 59-72, 2011.

Política (e ação) pública, território e o papel da geografia. Revista da ANPEGE, v. 7, p. 11-19, 2011.

Géographies du travail esclave au Brésil. Cybergeo (Paris), v. 541, p. 171-215, 2011.

Aziz Nacib Ab?Saber, geógrafo brasileiro. Confins (Paris), v. 1, p. 7545, 2012.

Disparidades e dinâmicas territoriais no Brasil. Revista do Departamento de Geografia (USP), v. 2012, p. 68-91, 2012.

A terra prometida ainda é promessa... desapropriação da fazenda Nova Alegria pelo descumprimento do Código Florestal: conflito, impunidade e imbróglio jurídico. Revista NERA (UNESP), v. 19, p. 99-130, 2012.

Tendências e rupturas climato-hidrológicas no sitio ramsar PARNA Pantanal (MT, Brasil).. Revista Brasileira de Climatologia, v. 13, p. 164-184, 2013.

A floresta redesenhada, um futuro para a Amazônia. resenha. Confins (Paris), v. 18, p. 8375, 2013.

Trinta anos de pesquisa amazônica: homenagem a Bertha Becker, apresentação. Confins (Paris), v. 18, p. 8735, 2013.

Controvérsias ambientais frente à complexidade das mudanças climáticas (environmental controversies in view of the complexity of climate changes). Mercator, Fortaleza, v. 12, n. 29, p. 155 a 170, dec. 2013.

Oficinas Participativas na Elaboração do Plano de Manejo da APA - VRT. Revista Gestão & Políticas Públicas, v. 4, p. 240-266, 2014.

O planejamento territorial, o estado e a Amazônia na obra de Bertha Becker: algumas reflexões. Biblio 3w (Barcelona), v. XIX, p. 00-00, 2014.

Mudancas climáticas e secas: modelagem espacial e desafios para a agricultura na bretanha.. Revista Brasileira de Climatologia, v. 14, p. 97-113, 2014.

Disparidades territoriais e capacidade de gestão dos governos municipais. Revista do Departamento de Geografia, v. 2014, p. 351-367, 2014.

Mapeo de trabajo esclavo en Brasil contemporáneo: dinámicas recientes. Espaço e Economia, v. 4, p. 804, 2014.

Cartografias, imagens e outras expressões gráficas: O contexto da crise hídrica. GEOUSP: espaço e tempo, v. 19, p. 495-500, 2015.

Les politiques d?environnement et de gestion territoriale au Brésil. OUTRE-TERRE, v. 42, p. 241-254, 2015.

Sustentabilidade na agricultura familiar e a influência dos atores regionais: estudo de caso da região de Parauapebas-PA. GEOUSP (USP), v. 20, p. 295-311, 2016.

Cenários urbanos contemporâneos: novas ou velhas práticas no Brasil e na Amazônia?. PRACS: Revista Eletrônica de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP, v. v.9, p. 107, 2016.

O sistema elétrico brasileiro. Confins (Paris), v. 1, p. 10797, 2016.

L’Amazonie entre les myriades d’expériences et les politiques publiques dominantes. Confins (Paris), v. 26, p. 10749, 2016.

Géographies du travail esclave rural contemporain. BRÉSIL(S) - SCIENCES HUMAINES ET SOCIALES, v. 11, p. 1-21, 2017.

Politiques environnementales brésiliennes : intentions et réalités. EchoGéo (Paris), v. 41, p. 00, 2017.

A Segurança Alimentar Via Sistemas Alimentares Circulares e as Controvérsias da Transição para os ODS. Revista Gestão & Políticas Públicas, v. 8, p. 215-225, 2018.

Ambiente, desenvolvimento e politicas de biodiversidade (Brasil). Finisterra, Revista Portuguesa de Geografia, v. 53, p. 133-148, 2018.

Dynamiques socio-territoriales et transformations récentes au Brésil. Psihologia Sociala, v. 42, p. 55-74, 2018.

São Paulo: avanços e recuos, após quase uma década da política de mudança do clima. CONFINS (PARIS), v. 5, p. 1-99, 2018.

Políticas públicas e reservas da biosfera, desafios na gestão de cidades brasileiras. CONFINS (PARIS), v. 5, p. 1-99, 2018.

Dossiê Políticas urbanas, sustentabilidade e governança. CONFINS (PARIS), v. 5, p. 1-99, 2018

Reflexiones acerca del cambio social y participacion politica como campo interdisciplinar de produccion del saber. Revista de Ingestiacion Psicologica, v. 20, p. 83-96, 2018.

Governança e desenvolvimento sustentável: a participação dos stakeholders locais nos projetos de Mecanismos de Desenvolvimento Limpo no Brasil. CUADERNOS DE GEOGRAFÌA, v. 27, p. 227-241, 2018.

Amadurecimento das experiências de desenvolvimento sustentavel: transformações recentes na APA Igarapé Gelado. REVISTA NERA (UNESP), v. 42, p. 331-353, 2018.

Perspectivas ambientais 2019: retrocessos na política governamental. CONFINS (PARIS), v. 501, p. 101-131, 2019.

Perspectives pour l?environnement en 2019 : les reculs de la politique gouvernementale. Outre-Terre, v. 56, p. 177-194, 2019.

​​​​​​​Controversies and transitions for sustainable development. Mercator, Fortaleza, v. 19, oct. 2020.

O campo é um laboratório para a gestão ambientalLe terrain est un laboratoire en gestion environnementaleThe field is a laboratory in environmental management. CONFINS (PARIS), v. X, p. 100-125, 2020.

Climate Change and Public Policies in the Brazilian Amazon State of Mato Grosso: Perceptions and Challenges. Sustainability, v. 12, p. 5093, 2020.

Vulnérabilité, risques et conflits liés à l?eau : la zone de protection environnementale de la plaine inondable du Tietê. IDEAS, v. 15, p. 99-131, 2020.

Publicações previas: Hérodote, 2 capítulos de livros. 

Livros: 

livro livro livro livro 

livro livro ​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​

 

Orientandos de pós-graduação a

Mestrando

Lidiane Freitas Eneias. Meio ambiente em revistas: 11 anos de Veja e Istoé.. 2003

Fabiana Cunha da Silva. Tempo e espaço do deficiente físico na sociedade urbana moderna: a questão da inclusão social.

Daniel Stella de Castro. O Sistema de licenciamento ambiental do Estado de Mato Grossoem unidades de produção agropecuária. 2006. 

Regnaldo Gouveia dos Santos. Impactos socio-ambientais às margens do rio São Francisco: um estudo de caso. 2006.

Adriana Garcia de Carvalho. As grandes redes hoteleiras e a modificação do espaço litorâneo em Ipojuca-PE. 2006.

Sueli Herculiani. Aspectos socio-culturais e economicos de uma população tradicional caipira: Parque Estadual de Jurupará. 2006.

7 Marta Maria Correa Penteado. Acordos internacionais de biocombustíveis: o etanol brasileiro na geopolítica mundial. 2009.

Carla Moura de Paulo. Planejamento ambiental em cidades turisticas. 2011

9  Renato Pellegrini Morgado. A formação de bacharéis em gestão ambiental: complexidade e os desafios socioambientais contemporâneos. 2012.

10 André de Freitas Gonçalves. Avaliação de território e coremática. Aplicação ao município de São Paulo. 2012.

11 Luciana Riça Mourão Borges. Políticas territoriais na fronteira: o Programa de Aceleração do Crescimento e as transformações em Rondônia no início do século XXI. 2012

12 Paulo Roberto Cunha. O Código Florestal e os processos de formulação do mecanismo de Compensação de Reserva Legal (1996/2012): ambiente político e política ambiental. 2013.

13 Danilo Pereira Sato. Territórios e Conflitos na Área de Proteção Ambiental da Várzea do Rio Tietê. 2017.

14 Juliana Aparecida da Silva Delgado. Segurança hidrica e a gestão de risco na Região Metropolitana de São Paulo. 2018.

15 Clara Jacq. Desenvolvimento rural e politicas publicas: o caso do Proambiente. 2018. 

16 Julia Affonso Cavalcante. Mosaico Bocaina de áreas protegidas: planejamento, gestão e desenvolvimento territorial. 2018.

17 Ravi Orsini Camargo de Souza. Vegetarianismo ambiental: estudo das controvérsias na relação entre vegetarianismo e emissões de gases de efeito estufa. 2019. 

18 Julianna Colona. Instrumentos de ação pública para politizar a política ? uma análise da política nacional sobre mudanças climáticas e o fundo clima. 2020.

Teses

Marcelo Gonçalves da Silva. Politicas Publicas Territoriais: um olhar sobre a Regularização de Territórios Quilombolas na Amazônia Brasileira. 2013.

2  Jodival Mauríco da Costa. Processos contemporâneos de organização do espaço amazônico: empresa, meio ambiente e estratégias de desenvolvimento sustentável no Sudeste do Pará. 2013.

Heloisa de Camargo Tozato. Gestão da biodiversidade em zonas umidas: análise sobre políticas públicas do Brasil e França. 2015.

Carla Moura de Paulo. As Políticas de Biodiversidade e de Mudanças Climáticas: (des)articulações e reflexos sobre o mosaico de conservação do Cristalino / MT. 2016.

Rafael Oliveira Fonseca. Compensação ambiental no Brasil: compensação para que e para quem?. 2017. 

Jane Zilda dos Santos Ramirez. Políticas públicas, mudanças climáticas e riscos em São Paulo. 2017.

Luciana Riça Mourão Borges. Políticas territoriais e o setor elétrico no Brasil: análise dos efeitos da construção de hidrelétricas na Amazônia pelo Programa de Aceleração do Crescimento no período de 2007 a 2014. 2018.

Suzana Cristina Lourenço. Arenas Políticas e organizações da sociedade civil: Trajetória de articulações em política ambiental no Mato Grosso entre a Rio 92 e a Rio +20. 2018.

Paulo Roberto Cunha. A politica publica de regularização fundiaria da Amazônia (2009): agenda, alternativas, ambiente politico e a controvertida. 2019.

10 Ivan Gomes da Silva Viana. Politicas publicas e a (re)produção de empreendimentos portuarios na. 2020.

Orientandos

Lyvia Amado de Oliveira 

Taisa Tavares Baldassa

Patrícia de Oliveira Ramos

Paulo Jancar Curi

Júlia Jacomini Costa

Cyro Assahira

Danilo Pereira Sato

 

Imagens a

.

2017http://www5.each.usp.br/noticias/apos-luta-contra-o-cancer-professora-neli-aparecida-de-mello-thery-falece-em-paris-franca/http://www.iea.usp.br/midiateca/foto/eventos-2015/dialogos-sobre-a-amazonia-na-contemporaneidade-atelie-de-ideias-e-propostas-3deg-encontro-25-demaio-de-2015/herve-thery-e-neli-aparecida-de-mello-thery-1/image_view_fullscreenhttp://www.iea.usp.br/midiateca/foto/eventos-2015/mudancas-ambientais-globais-planejamento-e-politicas-publicas-23-de-marco-de-2015/23032015-16.jpg/image_view_fullscreenieahttp://www.iea.usp.br/pessoas/pasta-pessoan/neli-aparecida-de-mello-theryhttp://www5.each.usp.br/noticias/apos-luta-contra-o-cancer-professora-neli-aparecida-de-mello-thery-falece-em-paris-franca/http://www.iea.usp.br/imagens/neli-aparecida-de-mello-thery-e-herve-thery/view