Geografia Política e Meio Ambiente

Desde a década de 1990 desenvolvem-se estudos no Departamento de Geografia que envolvem a temática entre a Geografia Política e o Meio Ambiente em uma perspectiva que procura demonstrar a relação entre território, sociedade e natureza. Essa linha de trabalho foi inaugurada com a tese de doutorado “A ordem ambiental internacional”, de 1999, do professor Wagner Costa Ribeiro, coordenador do grupo de pesquisa. A tese foi posteriormente publicada em livro, tornando-se referência na área. Esse tema passou a atrair vários alunos, de graduação à pós-graduação, nacionais e internacionais, que discutiram temas como a Convenção da Basileia sobre resíduos, a implementação da Convenção da Biodiversidade no Brasil e na Bolívia, as implicações das mudanças climáticas no Brasil e no mundo, os territórios do risco, a constituição de redes socioambientais internacionais, as relações entre água e poder, entre outros.

Essa gama de temas consolidou o grupo de pesquisa “Geografia Política e Meio Ambiente”, registrado no CNPq desde o começo da década de 2000. Atualmente, o grupo de pesquisa “Geografia Política e Meio Ambiente” atua em quatro linhas de pesquisa, sendo elas:

- Cidade e ambiente;

- Gestão dos recursos hídricos;

- Ordem ambiental internacional;

-Políticas públicas ambientais;

O grupo de pesquisa, visando a internacionalização e divulgação do conhecimento produzido, integrou-se em outras redes de pesquisa, tais como GEOCRÍTICA, WATERLAT/GOBACIT e a REDE DE PESQUISADORES EM GEOGRAFIA (SOCIO)AMBIENTAL. Além desta participação em redes de pesquisa, vários integrantes do grupo foram reconhecidos com distinções em eventos internacionais, por associações científicas, pela CAPES e pela FAPESP, como melhores teses, dissertações e trabalhos apresentados. Destacam-se, nesse sentido, os reconhecimentos:

(2019)

- Zenaida Luisa Lauda Rodriguez - Waterlat e ANPPAS, melhor Tese de Doutorado;

(2018)

- Isabela Battistello Espindola – Tsukuba Global Science Week, Young Scientist Award;

(2013)

-Pilar Carolina Villar - Capes, menção honrosa, melhor Tese de Doutorado;

-Pilar Carolina Villar - PROCAM (USP), melhor Tese de Doutorado,

(2011)

-Carolina Gamba - IV Conferência Regional sobre mudanças globais, IEA-USP, Academia Brasileira de Ciências e Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, melhor trabalho;

(2010)

-Zulimar Márita - FAPEMA - melhor Tese;

-Pilar Carolina Villar - PROCAM (USP), melhor Dissertação de Mestrado;

(2009)

-Wagner Costa Ribeiro - CREA-SP, relevantes serviços prestados na área ambiental;

(2008)

-Lucy Lerner - ANPPAS, menção honrosa, melhor Dissertação

(2006)

-Simone Scifoni - Capes, melhor Tese em Geografia

 

http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/1731